Na nossa quarentena, teve tristeza, indignação, medo e raiva - não é nada fácil assistir a tudo que acontece lá fora nesse momento...


Na nossa quarentena, também teve vontade de sair correndo, de gritar e de fingir que era só um pesadelo - porque também não é nada fácil lidar com tudo que acontece dentro de nós nesse momento...


Mas, na nossa quarentena, também teve tudo isso das fotos - e muito mais! Teve acolhimento, calma, risada, parceria... Trabalhamos muito, cozinhamos muito, curtimos muito e amamos muito.


E que sempre tenha amor, né?

















Escrever aqui ficou pesado.


Leio os posts antigos com nostalgia. Não do tempo que passou - esse eu sei que passa mesmo -, mas da leveza que eu tinha ao escrever. Hoje acumulo dezenas de textos salvos nos rascunhos: todos longos demais, confusos demais, complexos demais.


E, por muito tempo, questionei o que estava acontecendo: será que desaprendi a escrever?


Hoje vejo que, se os textos estavam pesados e confusos, era porque eu estava pesada e confusa. Escrever sempre foi uma terapia para mim. Colocar em palavras me ajuda a analisar o que estou vivendo e processar o que estou sentindo - e assim tornar a vida um pouco mais objetiva, um pouco mais ordenada e um pouco mais leve.


Mas como fazer isso quando parecia impossível dar sentido ao que passava aqui dentro? Quando me sentia num poço de contradição, numa montanha-russa de sentimentos, num emaranhado de pensamentos? Quando sentar pra escrever era como mergulhar ainda mais fundo, num lago lodoso, que me prendia lá embaixo, sozinha comigo mesma?


E assim abandonei cada texto com uma profunda angústia no coração - sem tempo, energia e capacidade para terminar. Nenhuma combinação de palavras parecia dar conta da complexidade que vivia em mim naquele momento. Escrever é um exercício de se encarar de frente e eu não me sentia apta para isso.


Mas eis que, aqui estou eu, reemergindo mais uma vez.


Agora já entendi que viver é um eterno mergulhar e emergir - e que, a cada subida, voltamos diferentes. Esse mergulho, da virada dos 30 anos, foi o meu mais profundo até agora. Mas fico feliz que hoje a vida não me pareça mais tão confusa e pesada. Que hoje a vida me pareça leve outra vez.


Sei que a leveza que sinto agora é bem diferente da que sentia quando comecei esse blog. Talvez, seja ainda melhor. Porque a leveza de agora tem gostinho de conquista - e é resultado de um trabalho árduo, mas muito recompensador: o trabalho de me tornar quem eu sou.


Só desejo conseguir carregar um pouquinho dessa leveza comigo no próximo mergulho.

Porque eu sei que ele virá - mas também sei que me encontrará um tanto mais preparada.

Não preciso de desculpas pra fazer mingau – é uma das minhas comidas preferidas desde criança -, mas que um friozinho estimula, isso é verdade! E é por isso que, nessas tardes de outono, essa receita tem sido frequente aqui em casa. Ela é simples, saborosa e aconchegante como um abraço.

Mingau de aveia de outono (rende uma porção bem servida)


1/3 de xícara de aveia

1 xícara de água

1 banana madura cortada em rodelas

1 colher de sopa de uva passa (se quiser mais doce, pode adicionar melado ou açúcar mascavo)

2 colheres de sopa de sementes ou castanhas (pode ser semente de abóbora e semente de girassol)

1 colher de chá de óleo de coco

1 colher de chá de cacau

1/2 colher de chá de canela

1/4 colher de chá de gengibre em pó

uma pitada de sal


– Em uma tigela, hidrate a aveia na água quente (esse passo não é essencial, mas eu consigo digerir a aveia muito melhor quando hidrato antes) – Em uma panela pequena, toste as sementes – em fogo baixo! – até começar a exalar um cheiro gostoso. – Acrescente o óleo de coco, a banana e a uva passa e mexa até a banana caramelizar. – Acrescente a aveia hidratada, o cacau, a canela, o gengibre em pó e o sal. – Mexa por cerca de 2 minutos, até atingir a consistência de um brigadeiro. – Sirva com frutas da estação, pasta de amendoim e adoce com mel ou melado se achar necessário.

#2019

  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now